Ir para o conteúdo

Prefeitura de Varginha - MG e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Varginha - MG
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
30
30 OUT 2023
Varginha ganha Centro de Excelência em Cafeicultura  
enviar para um amigo
receba notícias
Na última quinta-feira (26), foi inaugurado em Varginha o Centro de Excelência em Cafeicultura, um polo de ensino e pesquisa voltado para essa cadeia produtiva. O empreendimento oferecerá cursos técnicos e de graduação, formando profissionais para o mercado, além de estabelecer parcerias e desenvolver projetos visando o desenvolvimento da cafeicultura de todo o país. Uma parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e da Prefeitura de Varginha.

A implantação do centro é uma iniciativa da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), por meio do Senar Nacional, em parceria com o Sistema Faemg Senar. “Mesmo com todas as dificuldades enfrentadas pelos cafeicultores, continuamos avançando. A nossa missão é levar inovação e melhoria contínua para as propriedades rurais. Precisamos, mais do que nunca, de conhecimento técnico, prático e gerencial, que prepare os cafeicultores e forme profissionais capacitados para todas as atividades da cadeia produtiva”, destacou o presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio de Salvo.
Conforme o Prefeito Vérdi Lúcio, a chegada do Centro de Excelência mostra a importância da cidade de Varginha para receber um empreendimento desse porte. “Trabalhamos muito para que esse sonho se tornasse realidade. Além de colocar Varginha na rota de investimentos dos produtores, ainda vamos formar profissionais de excelência para atuar aqui e em todo o estado”, declarou. Para o vice-prefeito Leonardo Ciacci, a inauguração do empreendimento é resultado de muito trabalho. “Desde que tivemos contato com o projeto, nossa administração não mediu esforços para trazer para Varginha um Centro que vai ser referência em Minas Gerais”, concluiu.
O Centro de Excelência em Cafeicultura representou um investimento de mais de R$ 13 milhões em obras. A área construída é de 5.100 m² em um terreno de 20 mil m², que foi doado pela Prefeitura de Varginha. O prédio tem oito blocos e conta com seis salas de aula, quatro laboratórios (classificação, torra, moagem e degustação de cafés e cafeteria gourmet), três salas de informática, uma biblioteca, um auditório com capacidade para 260 pessoas e uma área de convivência. Esta será a terceira unidade inaugurada dentro do projeto de implantação de dez centros nacionais de educação profissional e tecnológica, em diversas regiões do país, voltados às várias cadeias produtivas.
“Com o Centro de Excelência em Cafeicultura, que vem se somar aos de Fruticultura, em Juazeiro (BA), e de Bovinocultura de Corte, em Campo Grande (MS), o Senar mais uma vez cumpre sua missão ao levar qualificação profissional com inovação, tecnologia e conhecimento de ponta que atenda as demandas do campo não só nas regiões produtoras onde os centros estão inseridos, mas em todo o Brasil. Assim, o Senar contribui de forma significativa para formar profissionais, gerar emprego, melhorar a qualidade de vida dos produtores de alimentos, de seus familiares, de trabalhadores, além de trazer competitividade e avanços sociais para o campo com uma produção cada vez mais sustentável”, afirmou o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara.
Investimento em educação
A proposta dos centros de excelência é produzir conhecimento e incentivar a pesquisa, proporcionando aos alunos acesso a boas práticas de gestão, produção, comercialização e inovações tecnológicas e ampliando competências e oportunidades, de modo a promover a competitividade da cafeicultura nacional.
O Centro de Excelência em Cafeicultura inicia sua operação com o Curso Técnico em Cafeicultura, reconhecido pelo MEC, com 80% desenvolvido presencialmente e 20% a distância a partir de 2024. Além disso, será oferecido ensino à distância (EaD) da Rede e-Tec, como o Curso Técnico em Agronegócio, em parceria com o Senar Nacional; e cursos de graduação tecnológica a distância por meio da Faculdade CNA.
Também há espaços para a realização de cursos de formação profissional e promoção social e ações do Programa de Assistência Técnica e Gerencial, desenvolvidos pelo Sistema Faemg Senar. Além disso, sediará ações e eventos por meio de parcerias para o fortalecimento da cafeicultura em âmbito local, estadual e nacional.
“Nosso objetivo será formar técnicos qualificados e competentes, uma das maiores necessidades do mercado. Por isso a importância de fazer parcerias com todos os elos da cadeia do agronegócio café e envolver as principais regiões produtoras do país. Ao final do curso, o aluno estará preparado para atuar em atividades antes, dentro e depois da porteira. Queremos ser referência na formação de técnicos em cafeicultura e em inovação e tecnologia nesta cadeia produtiva. Com isso, contribuiremos para o fortalecimento e competitividade da cafeicultura nacional, que tantas divisas traz para Minas e para o Brasil”, afirmou o diretor do Centro de Excelência, Roberto Barata.
“Os Sindicatos dos Produtores Rurais de Varginha e de toda a região também são importantes parceiros para capacitar os cafeicultores para que eles sigam firmes com seu trabalho de gerar riquezas para o estado e levar alimento para milhares de famílias”, complementou o presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio de Salvo.

Cafeicultura em Minas Gerais
O Brasil é o maior país produtor de café, respondendo por 38% da produção mundial. E a produção mineira representa cerca de 52% do montante nacional. Se Minas Gerais fosse um país, seria o maior produtor do mundo.
O café é o principal produto da agropecuária em Minas. De janeiro a julho deste ano, contabilizou US$ 2,9 bilhões em faturamento e 12,8 milhões de sacas destinadas a 87 países, principalmente aos Estados Unidos, à Alemanha e à Itália. Nos sete primeiros meses deste ano, o segmento foi responsável por 36% das vendas externas do agronegócio no estado, segundo dados da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
O Centro de Excelência em Cafeicultura em Varginha está localizado em uma região estratégica na produção, pesquisa e comercialização de cafés no estado, o Sul de Minas, onde fica o maior número de municípios produtores, responsáveis por 50% do café produzido no estado, o que corresponde ao montante produzido pela Colômbia, 3º maior produtor mundial.
Além do Sul de Minas, o estado conta com outras três importantes macrorregiões produtoras: Cerrado Mineiro, Chapada de Minas e Montanhas de Minas. 99% do café produzido no estado é do tipo arábica, que confere alto grau de qualidade à bebida, reconhecida por seu sabor, aroma e acidez.
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia