Prefeitura de Varginha

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Banda Os Gringos será atração da Quinta da Boa Música desta semana

E-mail Imprimir PDF

BRASAO

 

Composta por quatro americanos e um brasileiro nato a banda promete o melhor do blues rock psicodélico.

  

A prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural de Varginha confirma a 258ª edição do Projeto Quinta da Boa Música, no dia 16, às 20h, na plataforma de embarque da antiga Estação Ferroviária de Varginha, apresentando pela primeira vez a banda Os Gringos, formada por quatro americanos e um brasileiro, sediada em Itajubá. A banda promete o melhor do blues rock psicodélico e autorais.

 Formada por quatro nativos dos EUA e um brasileiro nato em Itajubá, a banda Os Gringos, radicada no Brasil desde 2013, é uma das mais gratas surpresas da nova cena independente. Especialmente por conta da inusitada e curiosa junção de musicalidades presente na proposta sonora do grupo, cujos integrantes se conheceram dando aulas de inglês na mesma escola. O quinteto, que já tem um disco no currículo, é formado por João Castilhos (vocais), Daniel Friend (guitarra), Jimmy Huntington (guitarra), Guilherme Paiva (bateria) e Justin Hansen (baixo).

 No primeiro álbum, homônimo, lançado em 2015, a banda fundiu no mesmo caldeirão 14 músicas autorais que vão do rock ao funk americano, do country ao hip-hop, passeiam pelo jazz e, é claro, contém boas doses de música brasileira e da língua portuguesa. Entre as predileções nacionais dos integrantes da banda, o “trio de ouro” Raul Seixas, Novos Baianos e Mutantes. Tais combinações – por sinal muito bem engendradas – resultaram numa musicalidade altamente pulsante & diversificada, o que fez com que a recepção ao álbum fosse excelente. Isso você pode conferir baixando o disco gratuitamente no site oficial da banda: http://www.osgringos.com

 Agora eles preparam, para meados de 2017, o lançamento do segundo álbum, o conceitual The Animal Kingdom (O Reino Animal), no qual a banda deu uma corajosa guinada (sem, no entanto, abandonar a fusão de ritmos e estilos conjurada em sua estreia discográfica) em direção ao blues-rock de matrizes psicodélicas. O novo disco vem sendo gravado no estúdio Little Big America, de propriedade da banda, o mesmo local onde o grupo gravou o primeiro.

 Para este próximo registro que vem sendo cuidadosamente gestado – e no qual Os Gringos inoculam mais “veneno” ao som já cheio de punch que sempre foi uma de suas fortes marcas – o tema central abordado nas canções é, sobretudo, a descoberta do “próprio potencial”. Nas palavras de Daniel Friend, a questão da “voz interna” que guia cada um dos indivíduos. The Animal Kingdom, elucida Friend, é uma metáfora relacionada à evolução (tanto pessoal quanto artística) pelas quais, nos últimos tempos, os integrantes da banda têm passado ao longo de suas jornadas musicais.

 

Musicalmente, The Animal Kingdomn conjura sonoridades claramente sessentista /setentistas, que, para eles, representam a “alma e essência” do rock. Em outras palavras, a sonoridade de artistas do “panteão sagrado” do rock, no qual figuram nomes, entre tantos  , como Jimi Hendrix, Pink Floyd, Led Zeppelin e The Doors. Todos fortemente influenciados, assim como Os Gringos, por blues e psicodelia. E é ao vivo que a banda, que já se apresentou em vários festivais pelos rincões do Brasil, evidencia seus predicados e influências musicais.

 O aspecto visual da capa do álbum promete uma evolução do primeiro disco, que contém imagens do estilo pop-art dos cinco integrantes. Agora o conceito é mais simbólico; cada membro será representado por um animal. Para cumprir esse objetivo ousado, os integrantes contam com a artista Fernanda Victorello, cujos trabalhos já foram apresentados no São Paulo Fashion Week.

 Segundo o guitarrista Daniel Friend, ao vivo, a banda costuma desdobrar os temas dos discos em números mais pesados, alongados e/ou improvisados. O resultado, pode-se dizer, é pura nitroglicerina. “Procuramos ser o mais autênticos possível com nossas composições e shows ao vivo. Ou seja: o que você vê em nossas apresentações, e o quê você sente quando escuta uma gravação nossa – é algo que todos nós processamos de forma profunda antes de compartilhar com o público. Queremos que o fiel público da Quinta da Boa Música sinta isso na pele mesmo. Que arrepiem.”, define Friend.

 O Projeto “QBM” é uma realização da Prefeitura de Varginha por meio da Fundação Cultural e conta com o apoio da Tribos SA, Espaço Livre, Policia Militar, Guarda Civil Municipal e de toda imprensa da região.

 

 

 

gringos qbm